Presença de Gabriel García Márquez é marcante em Barranquilla

3
1346

Barranquilla, uma animada cidade na região caribenha da Colômbia, é famosa por seu Carnaval, um dos mais antigos de América Latina e considerado o segundo mais famoso do mundo, só perdendo para a festa brasileira. O evento foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade.

Mas a cidade também é conhecida por ter sido lar do escritor Gabriel García Márquez, prêmio Nobel de Literatura. “Gabo” nasceu em 6 de março de 1927 na cidade colombiana de Aracataca. Aos oito anos mudou-se para Barranquilla, onde passou grande parte de sua juventude, entre idas e vindas. Lá estudou, trabalhou como jornalista e participou de um grupo de artistas locais que tiveram grande expressão.

gabo (2)
O imaginário do escritor Gabriel García Márquez está no Museu do Caribe, por meio de projeções interativas na mesa de trabalho, nas paredes e nos objetos da sala

 

Sua influência é marcante por toda Barranquilla. No Museu do Caribe, um dos principais da cidade, há uma sala em sua homenagem, onde se percebe a forte conexão do escritor com a região caribenha colombiana. Nela o visitante literalmente entra na obra de Gabo, passeando pelo realismo mágico, pela imaginação e pelos pensamentos do artista, em um ambiente que recria o local no qual iniciou sua carreira como jornalista.

gabo (1)
O Museu do Caribe em Barranquilla homenageia o escritor colombiano Gabriel García Márquez com uma sala especial
gabo (3)
A Sala Gabriel García Márquez, no Museu do Caribe, mostra a forte conexão do escritor colombiano com a região caribenha

Mas é no La Cueva que mais se pode sentir sua presença. Fundado em 1954, é um bar/restaurante que ficou famoso pelos intelectuais que o frequentavam, destacando-se os que formaram um movimento chamado “Grupo de Barranquilla”, que ganhou um status lendário não só por ser de vanguarda, mas também pelas noites boêmias que realizavam no local.

gabo (5)
Fundado em 1954, o La Cueva é um bar que ficou famoso pelos artistas e intelectuais que o frequentavam. Desde o ano de 2002 mantém uma fundação sem fins lucrativos, que promove a cultura local e os novos talentos da região do Caribe Colombiano por meio de diversos projetos

Além de Gabo, nomes como os pintores Alejandro Obregón e Juan Antonio Roda e o fotógrafo Nereo López estão entre os seus membros regulares. As mulheres não frequentavam o bar. As únicas duas que tiveram a ousadia foram as artistas do grupo: Cecilia Porras y Feliza Bursztyn.

gabo (11)
Fotos e pinturas de artistas colombianos enfeitam as paredes do restaurante La Cueva, em Barranquilla. Lá a presença do escritor Gabriel García Márquez é marcante

Só a decoração da casa já vale a visita. O espaço é bem charmoso e guarda relíquias deste momento histórico da cultura colombiana. Fotos e pinturas famosas dos artistas do grupo enfeitam as paredes, bem como um impressionante mural do primitivista Noé León. A biblioteca de José Félix e Alfonso Fuenmayor preserva a memória daqueles anos de glória. E há ainda diversas atrações com histórias bem particulares que só se entende conhecendo o lugar pessoalmente, como a Arca de Gelo e o vídeo “O afogado”.

gabo (7)
Só a decoração do restaurante La Cueva, em Barranquilla, já vale a visita. O espaço é bem charmoso e guarda relíquias deste momento histórico da cultura colombiana

O menu do restaurante que funciona lá até hoje oferece alguns dos melhores pratos da região, que podem ser acompanhados por uma extensa lista de vinhos ou um refrescante chope Águila.

Saiba mais:

Museu do Caribe

La Cueva

 Galeria de Imagens

 

3 Comentários

Comments are closed.